sexta-feira, 6 de maio de 2011

SER MÃE



                                                               SER MÃE

Ser mãe, não se resume em dar a luz fisicamente a uma criança e sim, dar luz espiritual a um ser imortal que, quando nasce, esquece sua origem divina. O papel fundamental das mães é lembrá-los de onde vieram e para onde seguirão.


**

Esse é o verdadeiro parto humano: o espiritual, pois os animais também se partejam e o que os difere dos homens é a inconsciência da sua destinação.


**

A maternidade é uma das missões mais difícil e sublime que há na face da Terra. A mulher ciente de sua importância como mãe é um instrumento precioso de Deus para o aperfeiçoamento do espírito humano.


**

Ninguém tem tanta influência sobre as crianças do que as mães, porque elas , como lavradores , podam as más tendências que observam nos filhos e adubam os bons sentimentos; evitando que os rebentos repitam os erros trazidos de outras encarnações.


**

Mães, não transfiram sua maior tarefa para as mãos de professoras, babás ou avós, porque a obra de educação é vossa!!

A maior carreira da mulher é a de educadora de seus próprios filhos.


**

Ser mãe, é assumir a maternidade imprevista como um compromisso inadiável. O nascimento de um filho vem sempre pela vontade

de Deus e nada traz maior tranquilidade e felicidade futura quanto a tarefa assumida para com

uma alma que necessita reencarnar. Alma, muitas vezes, que nos foi querida em outras vidas.


**

Ser mãe é aceitar os filhos deficientes como uma flor de pétalas quebradas mas, com o mesmo perfume e beleza das flores perfeitas.


**

O amor das mães não é um amor cego é um amor profético, vêem nos seus filhos futuros anjos e trabalham com paciência e dedicação no burilamento de suas almas.

Ser mãe, não é querer um mundo melhor para seus filhos viverem, mas educá-los para construírem esse mundo melhor; ensinando que para querer é necessário merecer.

Ser mãe, é ser como os raios do Sol que a todos abranje , ama os filhos alheios como os próprios.

Enfim, ser mãe é ser médium entre Deus e a criança , ensinando suas Divinas Leis. Através das palavras amorosas e, principalmente , através dos seus atos.


**

O amor materno é o sentimento que mais se assemelha ao Amor do Criador, o que tudo compreende, tudo perdoa e a tudo ama.

 

Mitera/MLucia




2 comentários:

Rubens Barros de Azevedo disse...

Parabéns pelas iluminadas palavras! Que Jesus e Sua querida Mãe os ilumine sempre, dando-lhes intuição bastante para a continuidade desse brilhante trabalho, que executam em prol da humanidade. Fraternal abraço do Rubens

MLucia/ Miryã Kali disse...

Obrigada, Rubens, deixo claro que os créditos são sempre dos espíritos e não nosso.
Abraços e obrigada pela visita.